MACROCLIMAS BRASILEIROS E IBÉRICOS: UMA ABORDAGEM AGROMETEOROLÓGICA

Resumo: O comportamento da disponibilidade energética e o atendimento hídrico pelas chuvas são determinantes na definição da vocação de uma região para a implantação de sistemas de produção vegetal. Nos estudos agrometeorológicos, são aplicadas técnicas, geralmente com base em banco de dados meteorológicos obtidos em estações de observação, com o objetivo de caracterizar o potencial de uma região em função dos recursos naturais disponível, em especial radiação solar e água no solo. Nesse projeto, serão realizadas diversas abordagens agrometeorológicas, a partir de dados meteorológicos obtidos em diferentes condições macroclimáticas no Brasil e Península Ibérica (Portugal e Espanha). A definição dessas áreas de estudos possibilitará a abordagem de diversos tipos de climas, pois no Brasil existe um forte gradiente em função de suas dimensões e, em Portugal e na Espanha ocorre um tipo de clima bastante peculiar sob influência do Mediterrâneo. A presente proposta faz parte de um projeto maior que visa consolidar a parceria entre a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), a Universidade Trás-os-Montes (UTAD) e a Universidade de Córdoba (UCO).

Data de início: 2017-03-01
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador José Eduardo Macedo Pezzopane
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910