DIFERENTES BORDAS SOBRES A DINÂMICA NA CHUVA DE SEMENTES E SERAPILHEIRA EM FLORESTA OMBRÓFILA

Nome: Juliana Krüger Arpini
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 20/02/2020
Orientador:

Nome Papelordem decrescente
Henrique Machado Dias Orientador

Banca:

Nome Papelordem decrescente
Fabrício Alvim Carvalho Examinador Externo
Diego Gomes Junior Examinador Externo
Henrique Machado Dias Orientador

Resumo: Os principais impactos da fragmentação sobre a diversidade florestal estão relacionados aos efeitos de borda e barreira. Tais efeitos causam alterações sendo elas positivas ou negativas na composição marginal de um fragmento, o que altera os processos sucessionais secundários de regeneração, que podem em longo prazo alterar a composição do solo e florística local. A instalação de estradas e os plantios de monoculturas ao redor da floresta são os principais fatores de perturbação da Reserva Biológica do Córrego Grande - ES. Este trabalho tem como objetivo avaliar os efeitos causados por diferentes bordas na chuva de sementes e na serapilheira, em diferentes gradientes borda-interior. O estudo foi realizado na Reserva Biológica do Córrego Grande - ES, município de Conceição da Barra, região norte do Espírito Santo. O local possui formato triangular, gerando três bordas diferentes, entretanto foram selecionadas previamente duas bordas (Florestal – FLO. e Estrada – EST.). O interior (INT.) da vegetação será usado como controle experimental. Nestes três locais foram utilizadas 32 parcelas (25m x 10m) para amostragem, as quais foram previamente instaladas por Dias (2019). Em cada parcela foram fixados 2 coletores de 1m² na perpendicular. A chuva de sementes, juntamente com a serapilheira depositada foram coletada mensalmente durante 12 meses (julho de 2018 –junho 2019), e posteriormente separada em três frações (ramos, folhas e sementes). Foram estimadas a densidade, a riqueza, e a diversidade de sementes, os teores de macronutrientes e carbono presentes na serrapilheira, e a presença de metais no solo. As áreas INT, FLO. e EST. são similares entre si, mas o interior possui os maiores valores de VI na chuva de sementes quando comparadas as áreas, e confirma os elevados índices de endemismo, característicos das Matas de Tabuleiro que se estende do norte a Bahia ao sul do Espirito Santo. A produção se serapilheira apresenta similaridade nas áreas não apresentando diferença estatística, sua produção anual é de 8893,80 Kg ha-1ano, onde as folhas compõem a maior fração. Os valores elevados de cinzas nas folhas comprovam a que a deposição de particulado da estrada está se agregando na vegetação que após a deposição no solo pode gerar uma mudança na composição química do solo. A presença de contaminação de metais ocorre nas três áreas de estudo, a presença de Fe nas bordas (EST) e (FLO) e Zn na (EST) categorizam contaminação muito alta. Com isso pode se inferir que a presença da estrada interfere diretamente na vegetação e no solo da ReBio do Córrego Grande,sendo necessárias medidas de proteção para área, que apresenta elevados índice de riqueza.

Palavras-chave: Eucalipto, Estrada, Contaminação ambiental.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910