Biodeterioração e Proteção de Materiais Lignocelulósicos

Código: PGCF-1521
Curso: Mestrado em Ciências Florestais
Créditos: 4
Carga horária: 60
Ementa: Influência das características anatômicas na impregnação da madeira e de outros materiais lignocelulósicos. Agentes deterioradores de materiais lignocelulósicos. Mecanismos de decomposição de materiais lignocelulósicos. Substâncias empregadas na impregnação de materiais lignocelulósicos. Produtos ignífugos. Processos de impregnação de materiais lignocelulósicos. Eficiência de produtos utilizados na impregnação e resistência biológica de materiais lignocelulósicos. Unidades de tratamento da madeira e de outros materiais lignocelulósicos. Controle de qualidade e da poluição nas unidades de tratamento. Aspectos econômicos do tratamento preventivo de materiais lignocelulósicos. Técnicas construtivas para prevenir ataque de organismos xilófagos em construções de madeira e de outros materiais lignocelulósicos.
Bibliografia: BATISTA, D. C. Modificação térmica da madeira de Eucalyptus grandis em escala industrial pelo processo brasileiro Vap HolzSysteme®. 2012. 338f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012.Disponivel em: <https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/29709
/R%20-%20T%20-%20DJEISON%20CESAR%20BATISTA.pdf?sequence=1&isAllowed=y>.

BROCCO, V. F. Potencialidades dos extratos do cerne da madeira de teca como preservativo natural e sua influência na cor de madeiras claras. 2014. 86f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2014. Disponível em: <http://www.ciências
florestais.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGCFL/disserta%C3%A7%C3%B5es-defendidas>.

COSTA, L. G. Seleção de fungos com capacidade de degradação de tocos de Eucalyptus spp. para utilização na destoca biológica. 2014. 69f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2014. Disponível em: < http://www.cienciasflorestais.ufes.br/
pt-br/pos-graduacao/PPGCFL/disserta%C3%A7%C3%B5es-defendidas>.

EATON, R.A.; HALEY, M.D.C. Wood: decay, pests and protection. London: Chapman & Hall, 1993. 546p.

ERIKSSON, K.E.; BLANCHETTE, R.A.; ANDER, P. Microbial and enzymatic degradation of wood and wood components. Berlin: Springer-Verlag, 1990. 407p.

EUFLOSINO, A. E. R. Análise química da madeira tratada com CCA - C, do carvão vegetal e do licor pirolenhoso. 2015. 40f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2015. Disponível em: < http://www.cienciasflorestais.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGCFL/dissert....

FOREST PRODUCTS LABORATORY. Wood handbook: wood as an engineering material. 100. ed. Madison: United States Department of Agriculture, Forest Service, Forest Products Laboratory, 2010. 508p. (General Technical Report FPL-GTR-190). Disponível em: <https://www.fpl.fs.fed.us/documnts/fplgtr/fpl_
gtr190.pdf>.

GALVÃO, A.P.M.; MAGALHÃES, W.L.E.; MATTOS, P.P. Processos práticos para preservar a madeira. Colombo: Embrapa Florestas, 2004. 49p. (Documentos, 96). Disponível em: <https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/310319/1/d....

GOODELL B.; NICHOLAS, D.D.; SCHULTZ, T.P. (Eds.). Wood deterioration and prevention: advances in our changing world. Washington, DC: American Chemical Society, 2003. 465p. (ACS Symposium Series, 45).

HOADLEY, R. B. Understanding wood: a craftsman's guide to wood technology. Newtown: The Taunton Press, 2000. 280p.

HUNT, G.M., GARRATT, G.A. Wood preservation. 3. ed. New York: Mc Graw Hill, 1967. 433p.

KLOCK, U.; ANDRADE, A. S. Química da madeira. 4. ed. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal, 2013. 87p. (Manual Didático). Disponível em: <http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasklock/quimicadamadeira/Quimica%20da%
20Madeira%202013.pdf>.

LEPAGE, E.S. (Coord). Manual de preservação de madeiras. São Paulo: IPT, 2v., 1986. 706p.

LEPAGE, E.S.; SALIS, A. G.; GUEDES, E. C. R. Tecnologia de proteção da madeira. São Paulo: Montana Química S. A., 2017. 225p.

LIOTTA, G. Los insectos y sus daños en la madera: problemas de restauración. Hondarribia: Nerea, 2000. 144p.

LOPES, D. J. V. Eficácia dos parâmetros do tratamento industrial na tratabilidade e durabilidade de madeiras de eucalipto. 2014. 79f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2014. Disponível em: < http://www.cienciasflorestais.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGCFL/dissert....

MEDEIROS NETO, P. N. Resistência natural da madeira de sete espécies de Eucalyptus a agentes xilófagos. 2017. 123f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2017. Disponível em: http://www.cienciasflorestais.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGCFL/teses-d...

MORESCHI, J.C. Biodegradação e preservação da madeira. 4. ed. Curitiba: UFPR, Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal, v.1. Biodegradação da madeira. 2013, p. 1-49. Disponível em: <http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasmoreschi/BIODETERIORACAO.pdf>.

MORESCHI, J.C. Biodegradação e preservação da madeira. 4. ed. Curitiba: UFPR, Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal, v.2. Preservativos de madeira. 2013, p. 50-79. Disponível em: <http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasmoreschi/PRESERVATIVOS%20DE%20MADE....

MORESCHI, J.C. Biodegradação e preservação da madeira. 4. ed. Curitiba: UFPR, Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal, v.3. Métodos de tratamento da madeira. 2013, p. 80-129. Disponível em: <http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasmoreschi/METODOS%20DE%20TRATAMENTO....

MORESCHI, J.C. Biodegradação e preservação da madeira. Curitiba: UFPR, Departamento de Engenharia e Tecnologia Florestal, v.4. Fatores que afetam a qualidade do tratamento preservativo da madeira maciça. 2014, p. 130-164. Disponível em: <http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasmoreschi/FATORES%20QUE%20AFETAM%20....

RAYNER, A.D.M.; BODDY, L. Fungal decomposition of wood: its biology and ecology. Chichester: John Wiley & Sons Ltd.,1995. 587p.

RICHARDSON, B.A. Wood preservation. 2. ed. London: E & FN SPON, 1993. 226p.

REINPRECHT, L. Wood deterioration, protection and maintenance. United Kingdom: Wiley Blackwell, 2016, 366p.

RIKSSON, K. E.; BLANCHETTE, R.A.; ANDER, P. Microbial and enzymatic degradation of wood and wood components. Berlin: Springer-Verlag, 1990. 407p.

ROCHA, M.P. Biodegradação e preservação da madeira. Curitiba: FUPEF, 2001. 94p. (Série Didática).

SCHMIDT, O. Wood and tree fungi: biolody, damage, protection, and use. Hidelberg: Springer, 2006. 334p.

SHMULSKY, R.; P. JONES, P. D. Forest products and wood science: an introduction. 6. ed. Iowa: Wiley-Blackwell, 2011, 478p.

TIBURTINO, R. F. Qualidade e eficiência do tratamento preservativo de duas espécies de bambu. 2012. 94f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2012. Disponível em: <http://www.cienciasflorestais.ufes.br/pt-br/pos-graduacao/PPGCFL/
disserta%C3%A7%C3%B5es-defendidas>.

UZIELLI, L. (Ed.). Wood science for conservation of cultural heritage. Firenze: Firenze University Press, 2009. 228p. (Proceedings e Report, 57).

ZABEL, R.A.; MORRELL, J.J. Wood microbiology decay and its prevention. San Diego: Acadenic Press, 1992. 548p.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910